Fórum reúne gestores estaduais de Relações Internacionais pela primeira vez em Minas Gerais

Ação, que existe desde 2015, promove debates e incentivos à internacionalização dos estados. Política de descentralização do Governo de Minas Gerais foi ressaltada ao longo da programação

imagem de destaque
Encontro foi realizado, em dois dias, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte
  • ícone de compartilhamento

Minas Gerais sediou, pela primeira vez, o 4ª Reunião do Fórum Nacional de Gestores Estaduais de Relações Internacionais - Fórum RI 27. O encontro reuniu gestores de relações internacionais dos estados brasileiros para a troca de experiências sobre o processo de internacionalização de seus estados, discutir temas relacionadas ao regimento interno e o conhecimento de ações de projeção de Minas Gerais no cenário internacional.

“Minas Gerais é um dos estados mais importantes do Brasil e tem uma história de relacionamento internacional muito grande. Minas também apresenta todas as nuances étnicas e econômicas do país. É um membro do fórum que sempre teve grande relevância”, destacou o presidente do Fórum RI 27, Carlos Virmond, também secretário de Assuntos Internacionais de Santa Catarina. “Minas Gerais faz um trabalho excepcional com um modelo a ser seguido por todo o Brasil”, reforçou, referindo-se à política e atuação do Estado na descentralização das políticas públicas.

Realizada em dois dias (29 e 30/8), a 4ª Reunião do Fórum RI 27 ocorreu na sala Cláudio Manoel, no Palácio Tiradentes, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte. No primeiro momento, a principal atividade foi o lavramento do regimento interno do Fórum, momento considerado histórico pelo presidente e demais participantes.

"Para nós é uma honra muito grande estar em Minas Gerais e dizer que o Estatuto do Fórum RI 27 foi lavrado nesta terra maravilhosa”, destacou Carlos Virmond.

Troca de experiências

No segundo dia, o destaque ficou para a participação dos membros no diálogo “A Participação Social: estratégias de governança e internacionalização de Minas Gerais”. A apresentação foi conduzida pela assessora técnica da Secretaria de Estado Extraordinário de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif), Lenira Rueda Almeida.

Na oportunidade, Lenira ressaltou a prática do Governo do Estado de descentralização das políticas públicas de internacionalização e desenvolvimento, sobretudo por meio da estratégia de percorrer os 17 Territórios de Desenvolvimento com os Fóruns Regionais de Governo. Como enfatizado por ela, o Governo dialoga com a população para transformar Minas Gerais em um estado mais justo.

“Nós temos interesse em levar ações aos territórios de Minas Gerais e descentralizar todas as políticas públicas, dentre elas as políticas de internacionalização. Ações relacionadas ao desenvolvimento, à promoção da nossa cultura, turismo, assim como as ações os direitos humanos. Todas as ações importam nos 853 municípios. A internacionalização veio abraçar essa possibilidade de descentralizar as políticas públicas do Estado”, reforlou.

Na sequência, o assessor de Internacionalização de Agendas Institucionais do Núcleo de Relações Internacionais da Seccri, Pedro Braga, salientou que a projeção de Minas Gerais no exterior é uma ação que segue rigorosamente a estratégia governamental de fortalecimento dos municípios, por meio da participação popular.

“Para isso, a Seccri está atenta e trabalha para fortalecer os municípios como um ente que dá suporte técnico, jurídico e social, justamente para que as relações internacionais possam acontecer de todas as maneiras no estado”, afirmou.

Braga relatou, também, o início da implantação do programa de internacionalização regionalizada do Estado de Minas Gerais no ano passado. O processo contou com oficinas de sensibilização de atores locais nos territórios para disseminar e dialogar o conceito de relações internacionais e sua importância no processo de desenvolvimento (ao todo foram 10 oficinas).

Tal processo ainda conta com duas etapas a serem realizadas: a capacitação desses atores locais (prevista para este ano) e, em 2018, o planejamento de ações territoriais de internacionalização de Minas Gerais com a participação social, a contribuição de metodologias do mundo acadêmico e também de programas internacionais parceiros do Estado.

O assessor citou, por fim, o programa Speak English Minas Gerais,  parceria entre a Secretaria de Estado de Educação (SEE), Assessoria de Relações Internacionais de Minas Gerais e a Embaixada do Reino Unido no Brasil. A ação tem por objetivo melhorar o domínio do inglês dos professores de língua estrangeira da rede pública estadual, aprimorando, consequentemente, o ensino para os alunos.

Fechando a programação, os membros do fórum ainda fizeram visitas técnicas a dois programas estratégicos para a internacionalização do Estado de Minas Gerais: o Seed (programa de aceleração de startups, a única com recursos públicos do país) e o projeto Mineiraria (espaço relacionado ao programa + Gastronomia, no Mercado Central de BH, que promove um tour gastronômico de produtos mineiros).

Sobre o Fórum

Criado em 2015, o Fórum RI 27 promove debates e incentivos à internacionalização dos estados com a participação dos gestores de Relações Internacionais do país. O público é composto por formadores de opinião e gestores de relações internacionais de grande peso nos estados.

Neste encontro em Minas Gerais também participaram representantes de Santa Catarina, Goiás, Mato Grosso, Maranhão, Rio Grande do Norte, Pará e Acre. A próxima reunião do Fórum RI 27 está prevista para novembro, no Rio de Janeiro.



Últimas