Ginasta beneficiada pelo Bolsa Atleta é campeã brasileira de ginástica rítmica

Após título sul-americano, Eduarda Braga fatura competição nacional que aconteceu na cidade de Manaus

  • ícone de compartilhamento

A mineira Eduarda Braga, ginasta beneficiada pelo Bolsa Atleta da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp), sagrou-se campeã brasileira juvenil de ginástica rítmica na última semana, em Manaus (AM). Além do primeiro lugar geral, Duda conquistou medalha de ouro nas disputas dos três aparelhos da modalidade – maças, bola e fita.

Também beneficiária do Bolsa Atleta, Maria Clara Figueiredo de Souza foi medalhista de bronze na competição do aparelho arco. As duas ginastas foram ainda campeãs por equipes.

Eduarda Braga foi a grande vencedora da competição em Manaus - Crédito: Divulgação/Sejel

Segundo o secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo, as vitórias dos atletas e técnicos atendidos pela ação da Seesp mostram a importância do benefício.

“O Bolsa Atleta e Bolsa Técnico fornecem, muitas das vezes, um recurso sem o qual os esportistas em início de carreira, especialmente, e os profissionais não conseguiriam se manterem no esporte. Por isso valorizamos demais cada vitória, cada medalha que os contemplados conquistam, porque também é uma conquista nossa, manter esta ação e até ampliá-la como prevê o edital deste ano”, destaca Gontijo.

Medalhas no Sul-Americano

No início do mês, Eduarda e Maria Clara disputaram, com a Seleção Brasileira Transitória de Ginástica Rítmica Individual, o Sul-Americano Juvenil da modalidade, no Equador. As mineiras sagraram-se campeãs gerais da competição, além de terem conquistado medalhas pelo desempenho na apresentação com aparelhos.

Além da medalha de ouro geral na categoria juvenil, Eduarda conquistou a primeira colocação nos aparelhos bola e maças. A mineira ficou também com a prata nas disputas com fita e por equipes. No aparelho arco, ela ficou na quarta posição.

A atleta destaca a importância da Bolsa Atleta para a manutenção de sua carreira. "É um benefício que nos traz segurança, para que, junto a um bom planejamento, possamos investir na compra do material, no tratamento médico em caso de lesão, ou até mesmo com a mensalidade dos treinamentos no clube. Esse apoio nos motiva a buscar sempre os melhores resultados", ressalta.

Campeã geral na categoria AC4, para atletas de 13 e 14 anos, Maria Clara venceu também as competições com a bola e por equipes. Ela foi medalhista de prata nas apresentações com o aparelho fita e quarta colocada com o aparelho corda.

Sobre a ação

O Bolsa-Atleta e o Bolsa-Técnico têm o objetivo de garantir a manutenção da carreira dos atletas e técnicos de alto rendimento, buscando dar condições para que se dediquem ao treinamento esportivo e à participação em competições.

O foco é o desenvolvimento pleno da carreira esportiva dos beneficiados, de forma a manter e renovar periodicamente gerações de atletas com potencial para representar Minas Gerais nas principais competições nacionais e internacionais.

O edital 2017 da ação tem inscrições abertas até esta quinta-feira (24/8) e prevê a concessão de 185 bolsas – 76 a mais que as oferecidas em editais anteriores – e os valores vão de R$ 750 a R$ 5.000, que serão repassados bimensalmente aos atletas e técnicos selecionados.

Ao todo, serão destinados aos beneficiários R$ 2,106 milhões – R$ 976 mil a mais que o edital anterior, cujo repasse foi de R$ 1,13 milhão.



Últimas