Governo de Minas Gerais apoia Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha na UFMG

Cestos, bordados, tecelagens e outras tendências do artesanato podem ser encontrados, até o fim da semana, na Praça de Serviço do Campus Pampulha

imagem de destaque
São aguardadas mais de 15 mil pessoas para as atrações da feira
  • ícone de compartilhamento

Arte, música e representatividade. A 19ª Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha teve início nesta segunda-feira (7/5), na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), em Belo Horizonte, como expoente cultural da região. Até o final do evento, no próximo sábado (12/5), a expectativa é receber mais de 15 mil pessoas para as atrações da feira.

A edição deste ano tem o apoio do Governo do Estado de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado Extraordinária de Desenvolvimento Integrado e Fóruns Regionais (Seedif) e da Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Integração do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Sedinor), com realização da UFMG, por meio da Diretoria de Ação Cultural.

Pelos corredores da Praça de Serviço do Campus Pampulha, da UFMG, é possível se deparar com as mais diversas tendências do artesanato, como cestos, bordados, tecelagens, esculturas, pinturas e cerâmicas, que é o artesanato apresentado pelo artesão Armando Ribeiro, da cidade de Padre Paraíso.

Expositor desde 2010, Armando reconhece a importância de divulgar a região. “É um orgulho representar a arte em cerâmica, o Vale do Jequitinhonha em um espaço rico de pessoas e de conhecimento. O artesanato também é um conhecimento”, afirma o artesão, que leva a realidade do local para as suas peças. “O imaginário do Vale passa pela memória afetiva que reverbera a infância e é traduzido no meu trabalho”, finaliza Armando, que também expõe os seus produtos nas redes sociais.

Além do artesanato, a feira conta com apresentações musicais de artistas da região, além de ser uma oportunidade de fonte de renda para os artesãos.

“O artesanato é, hoje, uma forma de geração de emprego e de renda para diversas famílias mineiras. O Governo do Estado está trabalhando neste aspecto, no desenvolvimento regional, na capacitação do artesão, diminuindo a distância entre consumidor e artista e o levando para as feiras”, afirma o subsecretário da Seedif, Pedro Leão.

Mestres Artesãos

Na edição de 2018 duas mestras artesãs foram homenageadas pela vida em trabalho dedicado a arte. Foram elas, Maria das Dores Santos, mestra artesã em tecelagem, da cidade de Berilo e Maria Terezinha Alves, mestra artesã em Capim Dourado, da cidade de Presidente Kubitschek.

“Estou muito feliz por estar aqui sendo reconhecida pelo meu trabalho. Essa é uma forma de se sentir valorizada e de mostrar a riqueza do nosso povo”, diz Maria Terezinha, que faz parte do Quilombo Raiz.

Serviço:

19ª Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha
Data:
até 12 de maio de 2018
Horário: das 9h às 17h
Local: Praça de Serviços da UFMG – Campus Pampulha – Av. Antônio Carlos, 6627, Belo Horizonte (MG)

Outras informações:
Assessoria de Comunicação da Seedif
(31) 3915-3001



Últimas