Jovens de Centros Socioeducativos se destacam em etapa estadual dos Jogos Escolares de MG

Aprendizado esportivo em oficinas oferecidas durante a internação tem revelado talentos em esportes como tênis de mesa e badminton

imagem de destaque
A modalidade tênis de mesa fez parte das competições para alguns dos adolescentes
  • ícone de compartilhamento

Cinco adolescentes que cumprem medidas socioeducativas em unidades de Belo Horizonte se destacaram nos Jogos Escolares de Minas Gerais – 2017, das escolas públicas e particulares. Eles venceram a etapa municipal em julho, e, nos últimos dias, viajaram para Uberaba, no Triângulo Mineiro, para disputar a etapa estadual.

Mesmo não alcançando a classificação para a fase nacional, os competidores, que já participavam de oficinas relacionadas aos jogos dentro dos centros socioeducativos, ficaram contentes com o destaque municipal e com a oportunidade de interação com os comitês de outras escolas do Estado, com as quais disputaram em situação de igualdade.

O coordenador das atividades do Centro Socioeducativo Horto, Eduardo Alves, foi um dos agentes socioeducativos que acompanharam os adolescentes em Uberaba. E faz questão de ressaltar que o esporte resgata valores e fortalece a convivência. “Para os acautelados, a experiência de participar dos jogos e conhecer outros estudantes foi um ganho enorme”, observa Alves. 

Pedro Muriel*, de 16 anos, conta que nunca imaginou ter a chance de disputar um Campeonato Estadual durante o cumprimento da medida socioeducativa. 

“Minha mãe ficou muito orgulhosa de me ver viajar para outra cidade representando o tênis de mesa, que ela nem sabia que eu tinha aprendido. Vou me empenhar para melhorar cada vez mais”, diz o jovem, hoje acautelado no Centro Socioeducativo Andradas.

Os competidores

Dois adolescentes representaram a Escola Estadual Divina Providência, instalada no Centro Socioeducativo Lindéia, na modalidade tênis de mesa; categoria que também foi disputada por outro jovem do Centro Socioeducativo Andradas, representando a Escola Estadual Jovem Protagonista.

Já a Escola Jovem Protagonista do Centro Socioeducativo Horto trouxe dois competidores do badminton. O esporte, que ainda não é muito difundido no ambiente escolar brasileiro, é praticado com raquete e um volante que deve passar por cima de uma rede. 

Visita ao museu

Durante a viagem, os jovens também tiveram a oportunidade de conhecer o Museu dos Dinossauros de Uberaba, ligado à Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM).

“Foi muito legal! Além de me divertir durante as partidas, aprendi sobre os dinossauros” diz Neuber Gomes*, de 16 anos, do Centro Socioeducativo Horto.

Ensino e Lazer

Todos os Centros Socioeducativos do Estado possuem escola e contam com o ensino integral, além de fornecer cursos profissionalizantes, atividades esportivas, oficinas de arte, cultura e lazer, regularmente.

*Nome fictício para preservar os personagens



Últimas