Secretaria de Esportes recebe representantes da pesca esportiva para discutir incentivo à modalidade

Encontro foi o primeiro após evento realizado em Paracatu, justamente para criar uma organização exclusivamente dedicada à modalidade

imagem de destaque
Encontro com representantes da pesca esportiva ocorreu na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte
  • ícone de compartilhamento

O Governo de Minas Gerais, por meio da Secretaria de Estado de Esportes (Seesp), dá continuidade ao trabalho de apoio às diferentes modalidades esportivas.

Com o objetivo de conhecer as demandas e o atual cenário da pesca esportiva em Minas Gerais, o secretário de Estado de Esportes, Arnaldo Gontijo, e o adjunto, Ricardo Sapi, receberam, na Cidade Administrativa, em Belo Horizonte, o conselheiro estratégico da Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva (ANEP), Marcos Vinícius Glueck; William Bertozzi Dornas, Comodoro da Clube Náutico Três Marias, e os organizadores do 8º Torneio Nacional de Pesca Esportiva, Otávio Vieira e Jaida Machado.

De acordo com o secretário Arnaldo Gontijo é preciso dar atenção às modalidades em crescimento no estado, sobretudo, aquelas com grande potencial econômico. “Na atual conjuntura do país, os órgãos públicos precisam ser criativos para promover e apoiar iniciativas com a capacidade de gerar o maior retorno possível à população. É o caso da pesca esportiva, que movimenta uma vasta cadeia produtiva, o que inclui o turismo”, destaca.

No encontro, o secretário relatou que acompanha de perto esse cenário em torno do Lago de Furnas, em Formiga. “É o esporte como ferramenta geradora de empregos, receita e melhora da qualidade de vida. A ideia é aproveitar todo o potencial das lagoas, rios e represas de todo o estado, a exemplo do que é feito em Furnas e em Três Marias”, comenta.

O encontro foi o primeiro após a participação do adjunto, Ricardo Sapi, no evento “Rio Paracatu, Vida Saudável”, realizado em 19 de maio, que propôs a proibição da pesca predatória no local e a criação de uma organização que se dedique exclusivamente à pesca esportiva em Minas.

Além de ser uma modalidade esportiva, Sapi destacou outros benefícios que a pesca esportiva traz consigo. “É uma prática que possui um potencial econômico enorme e que também favorece o atrativo turístico, além de contribui para a preservação ambiental”, reitera.

Para ele, a modalidade pode ser, sobretudo, um alerta para ampliar a prática de outros esportes como o mergulho. "É preciso usar a bandeira do esporte como instrumento de conscientização para que o uso sustentável dos recursos naturais seja uma regra e não uma exceção", finaliza. 

Três Marias recebe evento nacional

No dia 16 de setembro deste ano, a cidade de Três Marias, no território Central, será sede do 8º Torneio Nacional de Pesca Esportiva. Apoiada pela Associação Nacional de Ecologia e Pesca Esportiva (ANEPE), entidade filiada ao Conselho Nacional de Aquicultura e Pesca (Conape), a competição é famosa entre os pescadores pelo volume de peixes apresentados para medição.



Últimas