Uberaba recebe 13º encontro de Polícia Comunitária

A ação é promovida pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e conta com a presença de profissionais de segurança e da sociedade civil

imagem de destaque
O município, localizado no Território Triângulo Sul, foi o 13º do estado a receber o evento
  • ícone de compartilhamento

Uberaba, no Território Triângulo Sul, recebeu nesta terça-feira (10/4) o Encontro Regional de Polícia Comunitária. O objetivo é trocar experiências desenvolvidas pela Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar e pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), para elucidar o conceito de polícia comunitária, que passou a ser mais difundido depois da década de 90, quando os trabalhos das forças de segurança focaram também na aproximação da comunidade, de forma participativa.

O subsecretário de Integração da Sesp, Danilo Emanuel Salas, afirma que esta articulação é importante para aprimorar a segurança pública, com apoio e participação social. “Estes encontros reforçam as boas práticas de polícia comunitária e a confiança entre as forças de segurança e a população, para a construção de uma cidadania plena”, diz.

Uberaba foi o 13º município do estado a receber o evento, que já aconteceu em Belo Horizonte, Contagem, Vespasiano, Teófilo Otoni, Unaí, Divinópolis, Montes Claros, Ipatinga, Governador Valadares, Curvelo, Uberlândia e Barbacena. Mais de mil pessoas já foram capacitadas e conheceram, um pouco mais, sobre as ações de polícia comunitária em Minas Gerais.

Os Encontros Regionais de Polícia Comunitária têm como propósito capacitar cerca de 1.800 pessoas em todo o estado. Para tanto, todas as 19 Regiões Integradas de Segurança Pública (Risps) de Minas receberão o encontro promovido pela Sesp, por meio da Escola Integrada de Segurança (Eisp).

Palestras

A primeira palestra do evento foi sobre “Polícia Comunitária: conceito, mobilização e troca de experiências”, ministrada pelo major da Polícia Militar, Vanderlan Gomes, e pelo capitão do Corpo de Bombeiros Militar, Josias Freitas Junior. No período da tarde, a temática da segunda palestra, “Mediação e Resolução Pacífica de Conflitos / Práticas de Polícia Comunitária”, foi ministrada pelo delegado da Polícia Civil, Gustavo Anai, e pela escrivã da Polícia Civil, Taís Soares.

Encerrando as atividades do dia, nesta tarde, a subsecretária de Políticas de Prevenção à Criminalidade da Sesp, Andreza Gomes, ministrou a palestra “Participação Social e Segurança Pública”, abordando a compreensão da segurança pública como essencial para a construção de um processo de mudança em prol de todos os grupos que compõem a vida em sociedade.

Andreza acredita ser importante fomentar a participação social enquanto estratégia de segurança pública e prevenção ao crime. “Por meio da participação popular, as demandas comunitárias são melhores compreendidas e as ações dos agentes de segurança tornam-se cada vez mais assertivas” destacou a a subsecretária.



Últimas