Ver calendário

Programação para 22 de janeiro

Fundação Clóvis Salgado realiza primeira exposição individual do goiano Siron Franco

  • ícone de compartilhamento

A Fundação Clóvis Salgado (FCS) realiza a exposição do pintor, desenhista e escultor goiano Siron Franco. A exposição "Siron, Franco" conta com 36 quadros do artista, que foi premiado na 12ª Bienal de São Paulo, em 1974, como melhor pintor do ano. A curadoria é de Augusto Nunes-Filho, presidente da FCS. As obras de Siron estão presentes nos mais importantes museus do Brasil, como MNBA (Rio de Janeiro), MON (Curitiba), MASP (São Paulo) e MAC (São Paulo).

As obras fazem parte, principalmente, de coleções particulares e a exposição conta, entre outras peças, com o díptico Metamorfose (1979), uma das séries mais famosas do artista, bem como Sorriso (1975) e Espelho (1975) da série Fábulas do Horror

Siron Franco

Gessiron Alves Franco, mais conhecido como Siron Franco, (Goiás, 25 de julho de 1947) é um artista plástico brasileiro que tem sua obra reconhecida no Brasil e no exterior. Como pintor, alcançou notável reconhecimento em sua participação na 12ª Bienal Nacional de São Paulo (1974). Passou sua infância e adolescência em Goiânia, tendo sua primeira orientação de pintura com D.J. Oliveira e Cleber Gouveia. Começou a ganhar a vida fazendo e vendendo retratos.

A partir de 1965, decidiu concentrar-se no desenho. Residiu em São Paulo, frequentando os ateliês de Bernardo Cid e Walter Levi, e integrando o grupo que fez a exposição Surrealismo e Arte Fantástica, na Galeria Seta. Muito ligado às questões sociais, o artista realizou uma série de obras sobre o acidente com o césio 137, elemento radioativo que causaria grandes danos de saúde a várias famílias de Goiânia. Os povos indígenas foram tema de um memorial feito por Siron Franco, em respeito e homenagem ao contínuo massacre dessas populações. A devastação da natureza também é um de seus temas, denunciando a caça e a matança de animais.


Serviço:

Exposição Siron, Franco

Período expositivo: até 10 de fevereiro de 2019
Local: Galeria Arlinda Corrêa Lima – Palácio das Artes - Avenida Afonso Pena, 1.537, Centro - BH/MG
Horário: de terça-feira a sábado, das 9h às 21h; domingos, das 16h às 21h
Entrada gratuita
Informações para o público: (31) 3236-7400